Certificado digital

Em 24 de agosto de 2001, o então presidente Fernando Henrique Cardoso assinou a Medida Provisória nº 2.200-2, que instituiu a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil) para garantir a autenticidade, a integridade e a validade jurídica de documentos de forma eletrônica, das aplicações de suporte e das aplicações habilitadas que utilizem certificados digitais, bem como a realização de transações eletrônicas seguras.


Assim nasceu o certificado digital, um documento eletrônico que contém o nome, um número público exclusivo denominado chave pública e muitos outros dados que mostram quem somos para as pessoas e para os sistemas de informação. A chave pública serve para validar uma assinatura realizada em documentos eletrônicos.


O certificado digital pode ser instalado direto no computador ou acessado via cartão digital ou token. A certificação digital se baseia em criptografia e a robustez é fortíssima. As chaves são atualizadas constantemente e não há nenhum caso no mundo de quebra dessas chaves criptográficas.


Diversos órgãos públicos já adotaram a certificação digital como padrão para o recebimento de informações dos contribuintes, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas. Entre os benefícios de se adotar essa tecnologia estão: agilidade, rapidez, redução de custo de transporte e redução de uso de papel, além do aumento da segurança contra fraudes.


O Sincomercio Sertãozinho possui parceria com a Autofax e disponibiliza aos seus associados uma ferramenta para obter Certificação Digital. Clique aqui para mais informações.


Em caso de dúvidas, entre em contato conosco no (16) 3945-2858 ou pelo e-mail sincomercio@sincomerciostz.com.br
  • Imprima
    essa Notícia
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo